Você sabe como é feita uma Prancha de Surf?

Você é daquelas pessoas que gostam mais de saber como as coisas são feitas do que propriamente usa-las?

Passava mais – e se divertia mais – desmontando brinquedos para remontar do que usando eles para aquilo que foram feitas? Então certamente uma prancha de surf é um daqueles objetos que aguçam bastante a sua curiosidade.

Tamanhos, formatos, cores e a aerodinâmica da coisa: por mais simples que as pranchas pareçam quando estão sendo usadas, elas precisam de tecnologia e muito cuidado na produção.

O mar surpreende até quem tem experiência com ele, não é qualquer tábua (como diriam os desavisados) que suporta a sua força.

Vale a pena ver como é feita uma prancha de surf e entender a ciência por trás deste esporte tão bonito.

Etapa 1 – Projeto

A tecnologia de ponta está presente em todas as etapas da produção de pranchas de surf, e a primeira delas é o projeto.

Usando softwares específicos para design de pranchas, é possível escolher entre outras coisas o desenho dela, o tipo de prancha (abaixo), as medidas e o posicionamento da quilhas.

Da maior para a menor, os principais tipos de pranchas são:

  • Stand up Paddle
  • Longboard
  • Gun
  • Malibu
  • Evolutiva
  • Shortboard
  • Retro
  • Fish
  • Tow-in

O profissional que projeta a prancha é o shaper, e ele deve dar especial atenção as informações do surfista sobre a prancha desejada e conhecer as características do modelo escolhido.

Etapa 2 – Usinagem

Assim como ocorre em todas as indústrias, na produção de uma prancha, o projeto definido no software é enviado para uma máquina especializada na usinagem da peça – vai recortar um bloco básico (que pode ser de poliuretano ou EPS), dando a ele as formas definidas no projeto.

A qualidade de ambas tecnologias – do software de projeto e da máquina de usinagem – garante o acerto na confecção da prancha nos seus mínimos detalhes. O resultado é a prancha no seu estado mais bruto.

Etapa 3 – Back Hand

Agora começam as etapas artísticas da confecção de uma prancha de surf, depois que a peça básica foi produzida.

A primeira dessas etapas é de ajustes e acabamento dos principais pontos da peça: conferir se as medidas estão corretas, o acabamento da superfície, das curvas e das bordas e posicionar as quilhas. Assim a prancha de surf comece a nascer da forma como ela foi concebida no projeto e no desejo do comprador.

Etapa 4 – Pintura

A pintura pode ser feita por spray ou por compressor diretamente na peça, garantindo que não haja excesso de tinta, pois isso pode manchar a prancha na etapa de laminação.

Etapa 5 – Laminação

É nesta etapa que é garantida a resistência da prancha. A peça receberá camadas de fibra de vidro e resina para criar uma casca sólida e fina. Também pode ser usada a fibra de carbono.

A decisão do material a ser usado na laminação vai interferir na durabilidade, na resistência e na flexibilidade do prancha de surf. E logo após a laminação, é feito um banho final de resina (chamado de hot coat) para garantir a uniformidade da superfície da prancha.

Etapa 6 – Lixamento e Polimento

Esta é a fase final da produção de uma prancha de surf. É feito o acabamento com lixa e polimento.

É a qualidade desta etapa que vai garantir que a superfície da prancha seja a mais lisa e hidrodinâmica – a capacidade da prancha de atacar a água da forma mais natural e sem resistências, garantindo a performance – possível.

Gostou de saber como é produzida uma prancha de surf? É um trabalho de arte e caro, por isso é tão importante ter cuidados com sua prancha de surf nova.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *