Já pensou em trabalhar revendendo produtos da China?

Fevereiro 5, 2019 Trabalho 0 Comments

Com a internet e a globalização, caíram as fronteiras que existiam entre as economias dos países e o comércio ficou mais amplo e mais ágil também.

Hoje em dia é possível comprar online qualquer mercadoria em diversos países e receber na comodidade da sua casa. Você pode comprar produtos importados e revender.

O e-commerce é uma realidade que está trazendo oportunidades para empreendedores de todo o mundo. E um dos melhores lugares para investir em produtos para revender é a China.

Já pensou em trabalhar revendendo produtos da China?

Um país continental, com bilhões de trabalhadores e que há décadas vem investimento fortemente no desenvolvimento das indústrias e na tecnologia de ponta. O resultado: produtos melhores e com baixo custo.

Para quem quer empreender e se planejar bem para isso, comprar da China é uma excelente oportunidade de fazer negócios e ter muito lucro.

Quais as vantagens de trabalhar revendendo produtos da China?

Você pode trabalhar em casa

Basta uma estrutura de home office com recursos para falar rapidamente com o mundo e um espaço dedicado a um estoque dos produtos de maior giro. Assim você já estará pronto para revender produtos chineses em casa.

Você pode vender sem estoque

Para muitos itens, as pessoas não esperam a entrega imediata – eletrônicos, por exemplo. Então você pode lutar por ótimos prazos mas só comprar quando tiver a venda fechada.

Você pode nem precisar de receber e entregar

Com o dropshipping – uma estratégia largamente usada em compras na China – você pode comprar do fornecedor e mandar entregar direto no seu cliente, enviando depois a sua fatura de cobrança. Você reduz muito o custo e o tempo de entrega.

Você pode vender importados chineses e ter outra atividade

É possível ter um emprego ou outra atividade e manter um negócio de importação de produtos chineses em casa, à noite e nos finais de semana.

Dicas para ganhar dinheiro revendendo produtos importados da China

01 – Fugir do preconceito com produto chinês

Produto chinês é de baixa qualidade. Produto chinês é falso. Estes são pré-conceitos que não cabem mais na economia chinesa, eles caíram por terra com a tecnologia invadindo as indústrias e com a mentalidade expansionista que o chinês adotou – e sabe que não irá longe vendendo produtos ruins ou falsificados, com tanta concorrência de qualidade.

02 – Escolher o segmento e trabalhar muito nele

A China oferece boas oportunidades em vários itens, mas uma estratégia de negócio bem sucedida começa com a formação de uma imagem em torno de um deles – por exemplo smartphone – ou de um pequeno segmento – sapatos e bolsas femininos.

Tudo vai depender do quanto você consegue centralizar em um fornecedor. Mas o ideal é começar com apenas um e expandir à medida que se sentir seguro e ver demanda.

03 – Pesquisar muito os fornecedores de qualidade

Olha pro tamanho da China. Tudo lá é em muita quantidade, e com boas empresas de cada segmento não é diferente.

Mas quantidade não é qualidade; pesquise muito sobre várias empresas até escolher as que você vai testar para começar o negócio – tenha opções prontas na mesa para o caso de um problema com fornecedor

04 – Qualificar-se bastante

Importar para revender tem diversos procedimentos específicos, com termos e condições próprias e que, mal empregados, podem reduzir a pó a sua margem em uma venda. Por isso é fundamental conhecer as regras, legislações brasileiras e chinesas, formas de gestão e tudo mais que pode ajudar a comprar da China e começar a revender e ter sucesso no Brasil.